Kung Fu é uma nome dado as artes marciais chinesas (um termo geralmente usado e que engloba todos os estilos ) cuja origem data mais de 4.000 anos. O termo Kung Fu significa trabalho árduo ou habilidade através do empenho. Também é conhecido como Wushu (arte marcial), termo genérico para as artes marciais chinesas, ou Kuoshu (arte nacional), termo usado pelo governo chinês para promover a arte como patrimônio nacional.

A origem do Kung Fu  é incerta, mas existe evidências sobre treinos para defesa-pessoal, caça e guerra na China há mais de 4.000 anos. Num período denominado de Era Comum,  o desenvolvimento desta arte deve-se muito ao trabalho dos mongens no Templo Shaolin. Inicialmente, os monges do Templo eram instruídos pelo sábio indiano Bodhidharma, patriarca do Budismo Chan, em práticas meditativas e exercícios internos para a saúde. O Wu QinXi (Jogo dos 5 animais), criado pelo médico Hua Tuo e que já era praticado na época, tem grande importância no desenvolvimento da arte-marcial na China. Em contraste a essas práticas internas, que utilizam movimentos lentos no trabalho da energia vital, foi desenvolvido o estilo externo de Shaolin, que utiliza maior força física, golpes rápidos e explosivos. 

As técnicas do Kung Fu foram em sua maioria inspiradas nos movimentos dos animais, fazendo-se uso de mãos livres e armas.
O Kung Fu tem 4 características básicas: Bater ou Socar (Da), Chutar (Ti), Agarrar (Na) e Projetar ( Shuai). Possui diversos estilos, cada qual com características da região onde foi desenvolvido: norte ou sul da China. No norte, há bastante ênfase no uso de pernas e saltos; já no sul, as posturas são mais arraigadas ao solo e os punhos e braços são mais utilizados.

Sendo uma arte-marcial, nos primórdios o Kung Fu foi desenvolvido para a guerra. No entanto, essa é apenas uma de suas aplicações, pois tem como característica a disciplina física, mental e espiritual para o desenvolvimento completo do praticante. A dedicação do artista-marcial e o seu foco na prática o tornam capaz de enfrentar e superar seus limites com êxito.

O nome “Kung Fu” (trabalho árduo), os autores mais respeitados traduzem como “Tempo de Habilidade” e usam-na para designar as pessoas que tenham dedicado por um longo tempo ao domínio técnico de uma disciplina até o ponto em que possam expressá-las com o máximo de habilidade.Remete à ideia de que para se chegar a algum lugar e conquistar objetivos, não se pode medir esforços.

O praticante deve se aprimorar constantemente na arte, não limitando o seu potencial e nem se acomodando. Aqueles que realmente crescem no Kung Fu não o encaram como uma série de exercícios, mas sim como um caminho de eterno aperfeiçoamento.